terça-feira, 23 de maio de 2017

BIBLIOTECA MUNICIPAL DONATILLA DANTAS - CARNAÚBAS DOS DANTAS



A Biblioteca Pública de Carnaúba dos Dantas-RN, foi inaugurada em 1947, posteriormente denominada de
"Donatilla Dantas".

DONATILLA DANTAS



Donatilla Dantas foi uma escritora que nasceu no Sítio Xiquexique, município de Carnaúba dos Dantas-RN e que viveu a maior parte da sua infância em João Pessoa/PB, tendo passado a maturidade e últimos dias no Rio de Janeiro e em Brasília. Grosso modo, podemos dividir sua obra - publicada em vida - em poética e memorialística, havendo trabalhos inéditos nesses dois gêneros. Tida pela maioria dos carnaubenses como uma de suas maiores inteligências, teve participação na fundação do Horto Florestal e na captação de recursos para a construção da estrada de rodagem Carnaúba-Picuí, além de ter fundado, em 1947, a biblioteca que hoje leva o seu nome.

A narrativa da vida de Donatilla Dantas é emocionante e triste, considerando o sofrimento na infância vivida pela menina que nasceu no Sítio Xiquexique em 30 de junho de 1913, sendo filha de Cassimiro Alberto Dantas e Maria Isabel de Araújo.Ficou órfã de pai muito cedo e aos cinco anos de idade foi morar com a irmã de seu Padrasto Antonio Zuca, conhecida como Joana Zuca em Nova Cruz-RN, nas mãos de quem passou horríveis sofrimentos. Fugiu de casa e passou certo tempo como menina de rua, isto já em João Pessoa/PB, quando foi acolhida pela família Viana Costa, por quem foi criada. A vida literária de Donatilla Dantas iniciou em 1938,quando morava no Rio de Janeiro com a família Viana Costa. Nesse ano publicou três poemas escritos quando tinha 12 anos de idade e residia ainda em João Pessoa. Daí por diante, interessou-se pela literatura e escreveu dois livros, além de inúmeras poesias, sonetos e poemas, chegando a ganhar três concursos de poesias realizados em 1955. Forte e múltipla figura humana, Donatilla trabalhou, em Brasília, no Tribunal Superior Eleitoral, chegando a exercer o cargo de Secretária do Presidente do TSE,Ministro Antônio Carlos Lafayete de Andrada, além da chefia do Serviço de Comunicações. Faleceu em 1994, em Brasília.
DESCRIÇÃO
O primeiro livro de Donatilla Dantas, que compõe sua obra poética, foi Candango (1959), coletânea de poesias em que exaltava os trabalhadores que construíram Brasília e o alvorecer da nova capital da república brasileira. O livro foi lançado e autografado em 21 de abril de 1960, nos jardins do Palácio do Planalto,data da inauguração da nova capital do Brasil. Em 1987 publicou seu segundo livro, Carnaúba dos Dantas - Terra da Música. Trata-se de um livro-documentário, onde constam fotografias e documentos históricos do período de 1928 a 1987 a respeito de Carnaúba dos Dantas, abrangendo, ainda, nas palavras de sua autora. Faleceu em Brasilia-DF, no dia 19 de fevereiro de 1994

FONTE – REVISTA DE HUMANIDADE -  Publicação do Departamento de História e Geografia da Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Centro de Ensino Superior do Seridó – Campus de Caicó.
V. 07. N. 18, out./nov. de 2005 – Semestral

Quem sou eu

Minha foto
AMO A NOSSA QUERIDA E AMADA CIDADE DE APODI, ACHO QUE SOU O BLOGUEIRO MAIS NOVO DO RIO GRANDE DO NORTE, COM APENAS 7 ANOS, CRIEI O BLOG LUIZ FELIPE

BIBLIOTECAS